Vistoria Cautelar | O que é e como funciona – Confira
DETRAN

Vistoria Cautelar | O que é e como funciona – Confira

Anúncios

A vistoria cautelar de veículos é uma importante ferramenta de avaliação para que se possa atestar a qualidade de um veículo antes de sua aquisição.

Esta inspeção é realizada por profissionais altamente qualificados e preparados para avaliar o estado geral do veículo, garantindo sua segurança antes da compra, deve ser realizado o laudo cautelar completo.

Anúncios

A realização de uma inspeção preventiva antes de comprar um veículo é extremamente importante, ao permitir identificar problemas significativos que podem esconder um carro que aparenta estar em excelentes condições.

Por meio dessa inspeção, é possível verificar o bom funcionamento dos itens necessários para uma utilização segura, principalmente os itens relacionados à segurança, que servem para proteger motoristas e passageiros.

Qual a diferença entre laudo e vistoria cautelar de veículos

Os especialistas também realizam uma inspeção visual e funcional para verificar possíveis problemas mecânicos ou estruturais. Assim, o comprador pode saber o estado atual do veículo.

Para não ser vítima de um possível golpe na hora da compra. Isso permite tomar decisões informadas antes de comprar um veículo.

Anúncios

Neste artigo vamos mostrar em detalhes o que é e como funciona a vistoria e as informações do laudo veicular.

Laudo e inspeção preventiva de veículos são serviços distintos com objetivos distintos. O relatório diz respeito a uma análise profunda de um veículo, para que seja possível avaliar o seu estado.

O serviço avalia detalhes como: defeitos mecânicos, peças soltas, recuperações, etc. Este serviço visa obter informações detalhadas sobre o estado do veículo.

A inspeção preventiva é realizada por uma oficina autorizada no momento da venda, compra ou transferência de um veículo. O objetivo desse serviço é promover a segurança da operação, tendo como base avaliar as condições externas do veículo, ao invés de suas partes internas, conforme feito no laudo.

O laudo da vistoria cautelar serve como prova de que, no momento da avaliação, o veículo não apresentava defeitos ou peças soltas. Desta forma, o contrato de compra ou transferência do veículo é seguro.

Afinal, para que serve a vistoria cautelar?

A inspeção preventiva de veículos é utilizada para verificar se um veículo cumpre as normas e regulamentos validados pela legislação em vigor no mercado.

É utilizado principalmente para identificar possíveis problemas que possam comprometer a segurança de um veículo, como defeitos mecânicos, peças em mau estado ou extensão de garantia.

Durante a inspeção, o proprietário deve entregar todos os documentos especificados (ex. documento do veículo, licença, seguro, etc.), para que possam ser verificados durante a inspeção.

O técnico responsável verificará, careca a carcaça, cada elemento mecânico do veículo, incluindo freios, suspensão, sistema de combustível, tipos de pneus, rodas, sinalizadores luminosos, entre outros.

A vistoria também vai avaliar o estado dos acessórios, estado dos revestimentos e transporte de passageiros.

Além disso, o técnico poderá emitir um certificado de conformidade se o veículo passar em todos os testes. Caso contrário, o técnico fornecerá recomendações para corrigir as irregularidades encontradas.

Vale ressaltar que, nas jurisdições onde a inspeção cautelar dos veículos é exigida, é necessária a realização de inspeções periódicas, geralmente a cada dois anos.

E, se os proprietários não cumprirem as leis aplicáveis, poderão incorrer em penalidades.

Qual a finalidade do laudo cautelar do veículo?

O laudo cautelar de veículos é um documento emitido por mecânicos especializados e legalmente reconhecidos, cuja função é avaliar as características e condições de um veículo automotor brasileiro.

Geralmente em caso de compra e venda. Este documento é elaborado para o novo proprietário poder conhecer o estado e as especificações técnicas da viatura que se propôs a adquirir.

Este laudo, que deve conter um relatório detalhado com as características mais relevantes do veículo examinado pelo técnico, é obrigatório desde 1978 e, por isso, passou a ser obrigatório para todas as compras e vendas.

Com isso, o laudo cautelar ajuda a identificar possíveis problemas no veículo, bem como seu estado geral, para a transação ser transparente e visando a proteção dos envolvidos.

É obrigatório que o laudo contenha a numeração do motor e do chassi do veículo, que servem como garantia de que todas as informações contidas no documento correspondem fielmente às informações que o mecânico obteve na vistoria.

Qual o valor a ser pago em uma vistoria cautelar veicular

O valor da vistoria cautelar de veículos depende da localização, modelo e marca do veículo. Além disso, outros fatores também estão envolvidos, como o tipo de vistoria (do próprio veículo ou da documentação) e o local onde o serviço é realizado.

Uma inspeção preventiva de veículos costuma custar entre R$ 100 a R$ 500, em média, mas o preço pode variar muito conforme o tamanho e modelo do veículo.

O custo geralmente inclui inspeção visual e física, verificação do funcionamento dos sistemas mecânico, elétrico e eletrônico do veículo, verificação de documentação, avaliação de segurança e outras verificações.

Consulte o local desejado para obter uma estimativa precisa do custo da inspeção preventiva do veículo.

Quais as razões para fazer um veículo ser reprovado na vistoria cautelar na parte mecânica

1. Pneus gastos, danificados, com pressão diferente da especificada na placa ou com mais de 5 anos de uso.

2. Bloqueio do diferencial, bloqueio do eixo traseiro, freios, direção, amortecedores, estabilizadores e ar condicionado, que podem comprometer a segurança do veículo.

3. Motor com sinais de baixa potência, retrabalho ou regulagens incorretas.

4. Válvulas cigueñal, bielas, tensores e correias, com defeito ou sinais de desgaste.

5. Radiador e tanques rachados ou vazando.

6. Exaustão de mercúrio com área de eclipsamento inadequada do tubo.

7. Problemas estruturais no veículo, como cabine rachada, para-lamas danificados, para-lama traseiro, porta-caçamba, dutos de ar, longarina inferior e bufê.

8. Defeito em equipamentos de iluminação, sinalização, alarme, som e ar condicionado.

9. Nível de combustível abaixo do mínimo e/ou presença de água, ou aditivo no tanque.

10. Fiação elétrica e sensor do acelerador com defeito.

Quais são as razões para fazer um veículo reprovar na inspeção cautelar na parte da documentação

1. Término do prazo de validade da CNH no caso de veículos de pessoas físicas.

2. Data de vencimento do certificado de registro.

3. Ausência de comunicação de transferência de titularidade.

4. Documento não identificado como flor do Registro Nacional de Veículos Automotores (RENAVAM).

5. Falta de autorização do Ciretran para habilitar o veículo, no caso de pessoa jurídica.

6. Ausência de documentos de origem na fiscalização.

7. Problemas na documentação de apólices de seguro.

8. Ausência de vistoria inicial do veículo.

9. Ausência de atestado de serviço, no caso de veículos destinados a aplicações específicas, como frota escolar.

10. Ausência de relatório de inspeção veicular para veículos com licenças que não atendam ao padrão exigido para determinado modelo.

Como fazer a melhor vistoria veicular antes de comprar um carro

A melhor forma de fazer uma vistoria veicular antes de comprar um carro é levando o carro a um mecânico de confiança. O mecânico experiente poderá verificá-lo cuidadosamente e alertá-lo sobre possíveis problemas.

Ao analisar o carro, o mecânico deve verificar o nível do fluido, o nível de compressão, o estado da suspensão, o funcionamento da transmissão e dos freios.

O estado da carroceria e do interior, o nível de emissão de poluentes, o nível de ruído ou vibrações e as garantias fornecidas pelo vendedor.

Além de enviar o carro para testes, os representantes da concessionária também realizam inspeções adicionais antes da compra. Desejamos que você tenha muito sucesso ao comprar seu novo veículo. Boa sorte!